Meu grande amigo Vini, o seu desejo era saber sobre a formação de Paulo. Para uma resposta completa sobre a formação do apóstolo Paulo, irei dividir em duas partes, a formação antes do encontro na estrada de Damasco e a formação depois do encontro na estrada de Damasco. então vamos lá:

Antes do encontro na estrada de Damasco

A primeira coisa que sabemos da formação de Paulo antes do encontro na estrada de Damasco é que o mesmo foi educado dentro da fé judaica. Seus pais o educaram na fé judaica. Ele se descreve aos cristãos de Filipos como “da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei, fariseu” (Fp 3:5). Paulo também diz que ele era fariseu , “filho de fariseus” (At 23.6). Portanto, ele se aprofundou na história (At.13:17-41), nos costumes, nas Escrituras e na língua do seu povo. Tanto é verdade que ele diz: fui instruido segundo a exatidão da lei de nossos antepassados” (At.22:3);

A segunda coisa que sabemos da formação de Paulo antes do encontro na estrada de Damasco é que o mesmo foi educado em Jerusalém - a cidade de Davi. A cidade Santa – lá estava o templo, as leis e as cerimônias e o Sinédrio. Jerusalém era cidade dos doutores da lei. Foi lá em Jerusalém que Paulo se formou ou foi instruído - na escola dos doutores da lei;

A terceira coisa que sabemos da formação de Paulo antes do encontro na estrada de Damasco é que o mesmo foi educado sob orientação do grande Rabino Gamaliel , o maior e o mais ilustre rabino daquela época. O célebre doutor da lei entre os judeus (At 5:34; 22:3). Um homem culto e sábio. Por isso, Paulo diz: “eu fui instruído aos pés de Gamaliel! Por ter estudado aos pés de Gamaliel, Paulo conhecia bem e de perto as tradições do seu povo. Sabia de cor as inúmeras regras e preceitos criados pelos anciões. Podemos estar certos de que seu preparo religioso tinha raízes na lealdade aos regulamentos da Lei, conforme a interpretavam os rabinos
Paulo dominava com grande desenvoltura o conhecimento da lei (At.23:3) e as opiniões mais importantes dos grandes mestres de sua época; Champlin citando Gl.1:14 diz que Paulo “era o aluno mais ilustre e o que mais se destacava em Jerusalém sendo grande a sua fama como alguém zeloso”

A quarta coisa que sabemos sobre a formação de Paulo é que o mesmo era um poliglota - falava vários idiomas (1Co.14:18). Pelo que sabemos, Paulo era versado pelo menos no latim, na língua grega (escreveu as cartas nesta língua), aramaico e no hebraico (At.22:2). Paulo também tinha vasta cultura secular. Paulo era bem instruído na cultura e na filosofia grega e romana (At.17:18). Paulo era um erudito - um homem de muitas letras (At.26:24). Estava familiarizado com o conhecimento mais refinado de sua época. Portanto, Paulo era um cidadão culto e de alto nível.

Agora veremos a formação de Paulo depois do encontro na Estrada de Damasco
Pelo que sabemos de atos e das próprias cartas de Paulo, Paulo foi primeiro ensinado ou treinado – lapidado para ser grandemente usado por Deus
Muitos pensam que Paulo após sua conversão não precisou de formação para ser e fazer o que Paulo foi e fez, ensinou. Mas não é bem assim.O rev. Hernandez em seu livro, Paulo, o maior líder do cristianismo nos diz que da conversão de Paulo até a sua primeira viagem missionária, levou-se cerca de 14 anos:


1) Três anos no deserto da Arábia – Ele diz: “ Após sua conversão, Paulo não foi para Jerusalém, onde estavam os apóstolos, mas rumou para a região da Arábia, onde permaneceu três anos fazendo um seminário intensivo com o próprio Jesus (Gl.1:11-12). Depois de passar três anos examinando cuidadosamente o AT, ele descobre que Jesus era, de fato o Messias prometido (vê p.36); volta para Damasco e depois vai para Jerusalém a onde é rejeitado e levado para Cesareia e dali para Tarso sua cidade natal (At.9:30);


2) Em Tarso ficou 10 anos no anonimato, sozinho, esquecido, fora do palco, longe das luzes- Deus ainda estava trabalhando na formação do seu caráter - ele precisava aprender que tudo dependia de Deus e não dele. A suficiência vem de Deus! Tinha que aprender que era apenas cooperador da obra de Deus! Ele tinha que aprender que a sua maior prioridade não era fazer a obra de Deus, mas conhecer o Deus da obra. Veja que a obra crescia sem Paulo (At.9:31) e chega até Antioquia e os apóstolos de Jerusalém enviam Barnabé até Antioquia.

3) E um em Antioquia – Barnabé vendo que a obra de Deus prosperando foi a Tarso em busca de Paulo a onde ficou um ano nesta cidade (At.11:26) com Barnabé sendo ainda lapidado. Barnabé foi também o grande discipulador de Paulo.

APLICAÇÃO

Que lições podemos tirar com a formação de Paulo?

A primeira lição que aprendemos com a formação de Paulo é que precisamos aprender, aprender e aprender. Precisamos nos aprofundar no conhecimento. Devemos ser bem instruído para não sermos enganados por ninguém. Perceba que na vida de Paulo o conhecimento sempre foi buscado. Ele sempre buscou entender o Senhor e o mundo, o contexto no qual ele vivia. Ele sempre procurou crescer, progredir no conhecimento (ele foi o homem dos livros-pergaminhos - das muitas letras ). E ele ensinou que devíamos crescer até chegarmos ao pleno conhecimento (veja estes textos: Col.1: 9,10; 3:10; Fp. 1:9-10);

A segunda lição é que quanto mais preparado mais usado por Deus – Perceba que no começo a sua pregação consistia apenas numa declaração de que aquele a quem ele perseguia era o filho de Deus (At.9:20), mas depois do preparo, do entendimento que teve, Paulo demonstrava que Jesus é o Cristo (At.9:22 ). Perceba que demonstrar é mais que afirmar. Demonstrar é provar o que se afirma. Demonstrar demanda um exame acurado, uma investigação precisa e uma análise profunda . É só depois de todo o preparo: educação com os pais, com os mestres, com a cultura, línguas, Leis, e todo aprofundamento de Cristo e com Cristo é que Paulo passa a ser poderosamente usado por Deus na obra dele! Por isso, que ser instrumento nas mãos de Deus se prepare o máximo que puder! Portanto, quanto mais preparado, quanto mais conhecimento eu tenho, mas edificação eu trago a pessoa e a mais pessoas!

3)Quando olho para a formação de Paulo, o maior missionário da história da Igreja de Cristo, aprendo algumas lições preciosas quanto ao cuidado com a obra de Deus (obra missionária):

A primeira lição quanto ao cuidado com a obra de Deus (obra missionária) é que antes de fazer a obra de Deus precisamos conhecer o Deus da obra. Paulo antes de sair no mundo a fora falando de Cristo, ele, primeiro, foi ter um conhecimento profundo de Cristo. Ele foi aprender de Cristo e com Cristo. Por isso, em momento algum podemos nos esquecer da grande comissão. Mas antes do ide (ou à medida que vão) há um vinde (Mc. 1:17, 3:13-14). Ir sem que você tenha ouvido o vinde e aprendei de mim (Mt.11:29) e se comprometido com Jesus é uma tragédia . Sem ter uma experiência pessoal profunda com o Senhor Jesus você não pode ir! O que temos que entender é: para que eu seja abençoador, primeiro tenho que ser abençoado! Howard Hendricks, em seu livro “Ensinando para transformar vidas” diz: “Se quisermos ensinar a outros, precisamos primeiro pedir a Deus que nos ensine. Ele deseja abençoar outros por nosso intermédio, mas antes é necessário que nos abençoe, que opere em nós. Quer usar-nos como instrumento seus, mas primeiro precisa purificar-nos e afiar-nos para que sejamos uma ferramenta em suas mãos!”

A segunda lição quanto ao cuidado com a obra de Deus (obra missionária) é não ter pressa —Jesus levou quase três anos com os apóstolos para que de fato eles transtornassem o mundo. Paulo além de seu preparo secular levou ainda, no mínimo, 14 anos para ser o grande missionário que conhecemos. Não podemos nos precipitar. Não podemos ir despreparado. Não podemos enviar neófitos para o campo missionário, pois eles não estão realmente preparados para enfrentar de modo adequado as dificuldades e o trabalho missionário. Novato não sabe como plantar uma nova igreja. Por isso devemos enviar somente os mais preparados. Envie pessoas bem preparadas. Dê o Melhor para Missões – Dê as primícias! Sirvamos o Deus excelente com excelência!

E a terceira lição que aprendo com a formação de Paulo é que nessa caminhada de formação (lapidação) Deus vai usando os seus instrumentos: Pessoas , circunstâncias (solidão, isolamento, sofrimento, perseguição), lugares e etc. Por isso, eu preciso ser humilde para entender quem são os instrumentos de Deus na minha vida. Precisamos de discipuladores. Paulo foi discipulado, discipulou e ensinou os seus discípulos a fazerem outros discípulos (2Tm.2:2)! Essa é a grande lição: Fomos formados, agora precisamos formar outros (Mt.28:19)!

Que Deus nos ajude a entendermos estas preciosas lições, em nome de Jesus, o nosso mestre. Amém!

Espero ter contribuido - um abraço - rev. Fran

Escrito por Francivaldo Ferreira Pinheiro, em 31 de mai de 2011
Assunto: |

9 comentários - Já comentou?

  1. Sara Santos escreveu:
  2. Obrigado Eu Veio Estudando Soubre Paulo Porqer Sao Muitas Pessoas Falando coisas Sobre ele que nao Aceito... Nesse Caso Pregador Falando que Jesus Deruba ele do Cavalo Eu Acho Melhor Jesus A Ninguém Derruba Saulo Sentiu a Presença do Espírito santo e Deu o primeiro passo Na Vida Dele pq Mesmo ele Caindo ele poderia se Levanta E Fala Que nada Não vou serve A Esse Jesus Nao Ele ficou Tres Dias De oração ... se eu esteve Errada Me Ajudem em Nome De Jesus

     
  3. Olá Sara respondendo sua ,Paulo não fou derrubado por Deus,mas ele não suportou a gloria de Deus e caiu por terra mas o mesmo Jesus disse levanta -se e eu te direi o que fazer At 9,4

     
  4. Renan Sena escreveu:
  5. Meu querido FRANCIVALDO, graças eu dou ao Senhor Jesus Cristo pela sua vida!
    Muito me alegrei ao ler seu poste, você não faz ideia do quando apreendi com isto!
    Que o senhor te de forças, e continue te usando como instrumento de graça a esse mundo.

    Obrigado de Coração!

     
  6. Unknown escreveu:
  7. Este comentário foi removido pelo autor.  
  8. Unknown escreveu:
  9. Este comentário foi removido pelo autor.  
  10. Unknown escreveu:
  11. Muito bom,estou fazendo um estudo sobre Paulo para um seminário. gostei bastante das liçõesq podemos prender c Paulo

     
  12. Yuri Montini escreveu:
  13. Graças a Deus por sua vida, amado!
    Esse estudo me edificou bastante!
    Deus o abençoe a cada dia mais.

     
  14. Ana Santos escreveu:
  15. Obrigado Irmão!
    Que Deus continue te abençoado!
    Mim ajudou Bastante.

     
  16. Anônimo escreveu:
  17. O brigado meu Irmão! Aprendi muito com este estudo. Deus te abençoe."Antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Ele seja a glória, agora e no Dia eterno! Amem.'

     

Dicas

Sugestões Para o Controle do Estresse
● Goste de si mesmo;
● Pratique esporte;
● Não sofra por antecipação;
● Fale, converse, troque idéias com alguém sobre os problemas e dificuldades;
● Cultive o bom humor e a alegria;
● Faça algo divertido e que te dê prazer (mas que não vai contra os princípios divinos);
● Faça algum tipo de exercício físico;
● Observe a obra criadora de Deus e o cuidado dele para com ela e com você;

IPB TV

IPBTV

Perfil

Minha foto
Pastor Presbiteriano (IPB). Casado com Aparecida Francisca de Sousa Ferreira. Tem 3 filhos.Teólogo pelo Seminário Presbiteriano Brasil Central (SPBC-Goiânia). Professor de: NT, Discipulado, Missões, Seitas e Heresias. Escritor da "Série Tire as suas Dúvidas"."Espero ser útil e grandemente abençoador". Em nome de Jesus

Rev. Francivaldo e Família

Vídeo

Resumo sobre o trabalho no Chile pelo Rev. João Petreceli

Nuvem de Tags

Bíblia Online

Pesquise na Bíblia
Ex.: graça - Ex.: Gen 1.1-10

Rev. João Petrecelli

Conferência Missionária
IPB Morada da Serra