Meu querido amigo Adilson, você me perguntou: COMO IDENTIFICAMOS UMA SEITA – COMO RECONHECEMOS UMA SEITA – CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DE UMA SEITA?
Para te responder fiz uma grande pesquisa sobre o assunto e descobrir algumas coisas que será de grande valia para sua vida e defesa, pois de fato as seitas e as heresias são perigosas. destruidoras. Por isso vejamos o que descobrir:
A primeria coisas que você deve entender é que existem milhares de religiões ou grupos religiosos neste mundo, e obviamente nem todas são certas. O próprio Jesus advertiu seus discípulos de que viriam falsos profetas usando Seu nome, e ensinando mentiras, para desviar as pessoas da verdade (Mateus 24.24). O apóstolo Paulo também falou que existem pessoas de consciência cauterizada, que falam mentiras, e que são inspirados por espíritos enganadores (1 Timóteo 4.1-2). Pensando nisso devemos ser capazes de distinguir os sinais característicos das seitas. Pois a pesar de existirem muitas seitas no mundo, existem também muitos aspectos comuns entre as seitas e é importante que saibamos reconhecer suas características, a fim de não sermos enganados, confundidos ou até mesmo desviados da verdadeira fé cristã. Por isso vejamos as principais características de uma seita:

A primeira e grande característica de uma seita é que elas subestimam o valor do Senhor Jesus ou colocam-no numa posição secundária, tirando-lhe a divindade e os atributos divinos como conseqüência. Toda seita tem uma cristologia defeituosa ou um ensino distorcido sobre a pessoa de Cristo (outro cristo). Embora muitas seitas falem até bem de Jesus Cristo, não o consideram como sendo verdadeiro Deus e verdadeiro homem, nem como sendo o único e suficiente Salvador. Reduzem-no a um homem bom, a um homem divinizado, a um espírito aperfeiçoado através de muitas encarnações, ou a mais uma manifestação diferente de Deus, igual a outros líderes religiosos como Buda ou Maomé. Freqüentemente, as seitas colocam outras pessoas no lugar de Cristo, a quem adoram e em quem confiam. Nas seitas, Jesus não é o centro das atenções – Elas não apresentam o Senhor Jesus como o centro de tudo. As seitas não atribuem a Jesus seu valor devido de único mediador entre Deus e os homens. O Jesus[1] das seitas não é o Jesus da Bíblia. Portanto uma característica própria de todas as seitas é a presença de falsos ensinos sobre a pessoa de Jesus Cristo. (Depois falaremos mais sobre isto, pois vou falar só sobre o Jesus das Seitas).
A segunda característica de uma seita é que elas não têm a Bíblia como única Regra de Fé é Prática - Elas têm outra Fonte de Autoridade além da Bíblia.
Entenda bem isto, enquanto que os discípulos[2] verdadeiros de Cristo admitem apenas a Bíblia como fonte de conhecimento verdadeiro de Deus, as seitas adotam e reconhecem uma autoridade adicional as escrituras, que acabam sobrepujando a Bíblia e se torna a base de sua doutrina e governo. Ou adotam e reconhecem outras fontes[3], e geralmente uma fonte Não- Bíblica de Autoridade, que torna a Bíblia uma fonte secundária[4]. Por exemplo:
a) Algumas forjaram seus próprios livros;
b) Outras aceitam revelações diretas da parte de Deus. Muitas seitas promovem a falsa idéia de que Deus lhes revelou alguma coisa especial, sempre verdades que nunca antes haviam sido reveladas, mas que ultrapassa e contradizem todas as revelações anteriores[5];
c) Outras aceitam a palavra de seus líderes como tendo autoridade divina. Elas admitem como "inspirados[6]" escritos de seus fundadores ou de pessoas que repartem com eles boa parte daquilo que crêem. E nesse caso a bíblia tem autoridade inferior[7] a estas “revelações” ou palavras “inspiradas”;
d) Outras falam ainda de novas revelações[8] dadas por anjos, ou pelo próprio Jesus.
e) E mesmo que ainda citem a Bíblia, crêem apenas em determinadas partes da Bíblia. Em outras palavras; a Bíblia, quando usada, é sempre distorcida, com interpretações próprias, que vão de encontro à filosofia da seita. Ou quando usam a Bíblia em seus ensinos, utilizam também "escrituras" ou livros complementares.
f) Ou ainda de uma nova interpretação[9] (falsa interpretação). Muitas das seitas acreditam que somente elas têm a chave da verdadeira interpretação da Bíblia, por isso pensam que são os únicos certos - Utilizam textos bíblicos isolados, fora de contextos para justificarem suas doutrinas, interpretando-os, fora dos princípios da Hermenêutica; na verdade desprezam os princípios verdadeiros da hermenêutica.
g) Ainda é comum ouvir que os seus fundadores ou adicionaram[10] às escrituras alguma coisa ou alguns livros. Ou tiraram porções das Escrituras por não concordarem com elas ou por acharem que não se enquadram nos conceitos modernos ou nos seus pensamentos ou idéias.
Outra observação importante é que as seitas sempre vão contra o ensino. Contra a teologia. Sempre falam para seus adeptos não estudarem muito a bíblia, pois a letra mata. O conhecimento esfria a fé. Teologia é coisa do diabo e no mínimo coisa do homem. Mas não é isso que a Bíblia ensina. Ela nos fala que devemos chegar ao pleno conhecimento de Cristo e de suas verdades e de sua vontade (2Pe.3:18 e Ef.4:13;15; Cl.1:10;3:10). Sem conhecimento eu não serei liberto, não terei fé e nem vida eterna (Jo.8:31;Rm.10:13-17; Jo.17:3). Portanto, um sinal seguro de uma seita é que a autoridade final, sobre assuntos espirituais, é alguma outra coisa além dos ensinos claros das Santas Escrituras[1]. É um desprezo as escrituras.

A terceira característica de uma seita é o ensino da salvação não pela graça, mas pelos méritos.
Essa é uma característica universal de todas as seitas. Por acreditarem que o homem é intrinsecamente bom, pregam que ele pode acumular méritos e vir a merecer o perdão de Deus, através de suas boas obras praticadas neste mundo - A salvação é obtida através do esforço do próprio homem. Embora as seitas sejam muito diferentes em sua aparência externa, são iguais neste ponto. Algumas falam em fé, mas sempre entendem a fé como sendo um ato humano meritório. E nisto diferem radicalmente do ensino bíblico da salvação pela graça mediante a fé (Ef.2:8-9). Veja que a base de salvação de uma seita é as boas obras[12]; perceba que um ensino inteiramente ausente das seitas é o evangelho da graça – E mesmo quando falam de Cristo como salvador, é Cristo mais isto ou siga aquilo. Só Jesus não é suficiente[13] (Gl.5:4). Outro ponto das seitas sobre a salvação é que elas são exclusivistas quanto à salvação. Pregam que somente os membros do seu grupo poderão se salvar. Enquanto que os cristãos verdadeiros reconhecem que a salvação é dada a qualquer um que se arrependa dos seus pecados e creia em Jesus Cristo como Salvador (não importa a denominação), as seitas ensinam que não há salvação fora de sua comunidade. Geralmente as seitas se Isolam - não tem interesse pelos outros grupos e nem pelo o que acontece no mundo, pois tudo é do diabo. Portanto, perceba que, as seitas não somente ensinam os homens a se salvarem, mas prometem uma salvação inteiramente naturalista em seu conceito e somente dentro do seu grupo;

A quarta Característica de uma seita é um ensino antibíblico sobre a natureza de Deus (trindade).
Outra característica de todas as seitas é que não dão o devido valor à doutrina da trindade, ou chegam mesmo a negá-la inteiramente. Portanto, uma das características de seita é que elas negam as verdades essenciais da fé cristã - tais como: a) A pessoa de Deus Pai; A pessoa de Cristo- Seu nascimento virginal; seu sofrimento e morte; A ressurreição e Ascensão física de Jesus; veja que a pessoa mais atacada pelas seitas é a pessoa de Cristo; c) A pessoa do Espírito Santo. Portanto, a Trindade é usualmente atacada como se fosse um ensino de origem pagã ou satânica. (P.17 Entendendo as Seitas).

A quinta característica de uma seita é Liderança Forte.
As seitas são conhecidas por seus lideres, estes que:
5.1) Centralizam em suas mãos toda a autoridade, e tem acesso exclusivo ao Onipotente. (Mat.24:11; I Pe.5:2-3); por isso, no grupo dele fica quem ele quer, no cargo que ele der;
5.2) Julgam -se investido de alguma missão divina - daí o número incontáveis de visionários, falsos santos, falsos profetas, fundadores de seitas. [é incrível que todos eles recebem uma missão divina de ajudar a Jesus fazer o que Ele não deu conta ou completar a obra de Jesus].
5.3) Geralmente são considerados como o último e único mensageiro de Deus, por isso pode ditar a teologia e a conduta da seita inteira.
5.4) São freqüentemente carismático e considerado muito especial por razões variadas: a) O líder recebeu revelação especial de Deus; b) O líder reivindica ser a encarnação de uma deidade, anjo, ou mensageiro especial; c) O líder reivindica ser designado por Deus para uma missão; d) O líder reivindica ter habilidades especiais.
5.5) Estão, quase sempre, acima de repreensão e não pode ser negado nem contradito. Nas seitas, o líder (vivo ou morto) possui autoridade igual ou superior a Cristo;
Mais uma observação importante. Geralmente os seus fundadores são intolerantes, insurbodinados, divisionistas e desejam o poder ou aquisição de riquezas. Ganância (Ez. 22:26-27; Tit. 1:11; 2Pe.3:3).

A sexta característica de uma seita é a exploração financeira.
Elas vivem do dinheiro dos adeptos - exploram a miséria do povo (2Pe,3:3; 1Tm.6:10; Fp.3:18-19).

A sétima característica de uma seita é a incoerência nas suas declarações
Um sinal seguro de alguma seita é que elas têm dúbia posição. Dizem publicamente uma coisa, mas internamente crêem em outra coisa, inteiramente diferente

A oitava característica de uma seita é uma Teologia em constante mutação
A Doutrina não tem alicerce, vive em continuo estado de mudança - os adeptos aprendem uma doutrina somente para descobrir que mais tarde ela foi modificada ou alterada por outra revelação. As seitas possuem uma teologia cambiante, estão em contínuo movimento e não têm um fundamento firme sobre o qual embasarem sua “esperança”.(Gl.1:6-9).


A nona característica de uma seita é a denúncia contra outros - cristianismo ortodoxo -
Geralmente as seitas são exclusivistas - os seus membros acham que são os únicos salvos, puros, os únicos detentores da verdade, que fugiram da corrupção do mundo. Pensam que são os únicos de Deus e os demais estão perdidos[14]. São os únicos certos ou consideram-se a única expressão válida do cristianismo. Ou o grupo fiel dos últimos tempos. Elas ensinam que receberam algum tipo de ensino secreto que Deus havia guardado para os seus fiéis, perto do fim do mundo (quem é o certo, já que têm tantos?). Geralmente se apresentam como a restauração do cristianismo primitivo (cuidado com quem diz: estamos voltando a igreja primitiva). Acreditam que, numa determinada data, o movimento apareceu por vontade divina para restaurar o que foi perdido. Daí a ênfase de exclusividade. Outras, quando não pregam que são o cristianismo redivivo, ensinam que todas as religiões são boas, contudo somente a sua será responsável por unir todas as demais, segundo o plano de Deus, pois ela fora criada para esse fim. Por isso fique esperto, pois uma das características das seitas é uma rejeição ao cristianismo ortodoxo. O seu ataque frontal é contra o cristianismo ortodoxo. Elas sempre argumentam que a Igreja afastou-se da verdadeira fé. E o seu ataque é sempre com uma nova verdade, dizendo que Deus lhes revelou[15] algo muito especial[16]. Normalmente costuma ser uma “verdade” que nunca antes foi revelada e que supera e contradiz todas as revelações anteriores.
Resumindo, uma seita geralmente:
1. Tem a tendência de se prender as coisas menores, negligenciando as mais importantes;
2. Tendem ao fanatismo;
Uma seita é identificada, em geral, por aquilo que ela prega a respeito dos seguintes pontos:
3.1. Sobre a Bíblia Sagrada;
3.2. Sobre a Pessoa de Deus;
3.3. Sobre a queda do homem e o pecado;
3.4. Sobre a pessoa e obra de Cristo;
3.5. Sobre a Salvação e o Porvir.
Se o que uma seita ensina sobre esses assuntos, não se coadunam com as Escrituras, podemos estar certos de que estamos diante de uma seita herética.

O método mais eficiente para se identificar uma seita é conhecer os quatro caminhos seguidos por elas, que são: o da adição, subtração, multiplicação e divisão.

Quero terminar citando o rev. Augustus Nicodemus Lopes quando diz: “Podemos e devemos ajudar as pessoas que caíram vítimas de alguma seita. Na carta de Tiago está escrito que devemos procurar ganhar aqueles que se desviaram da verdade (Tiago 5.19-20). Para isto, entretanto, é preciso que nós mesmos conheçamos profundamente nossa Bíblia bem como as doutrinas centrais do Cristianismo. Mais que isto, devemos ter uma vida de oração, em comunhão com Cristo, para recebermos dele poder e amor e moderação”.

Que Deus, em Cristo, nos ajude e nos livres dela! Espero ter ajudado!
NOTA DE RODAPE
[1] Muitas seitas "recrutam" o Senhor Jesus como sendo um deles, redefinindo-o adequadamente
[2] Durante parte do primeiro século, os apóstolos estiveram com Cristo, testemunharam sua ressurreição e receberam essas promessas; e gradualmente escreveram os Evangelhos e as Epístolas (cartas) que agora estão incluídos no Novo Testamento. Eles foram prontamente recebidos e reconhecidos pelos primeiros cristãos com Escrituras divinamente inspiradas pelo Espírito Santo, conforme prometido por Jesus, dignas de toda autoridade, e aceitas como tais
[3] O Mormonismo tem O Livro de Mórmon, a Pérola de Grande Valor e Doutrinas e Alianças; a Ciência Cristã tem o livro Ciência e Saúde, escrito pela fundadora, Mary Baker Eddy; os Adventistas do Sétimo Dia têm os escritos de Ellen G. White; e etc.
[4] C. T. Russell (TJ). Ele afirmava que seus livros explicavam a Bíblia de uma forma única. A Bíblia fica em segundo plano nos estudos das TJ. É usada apenas como um livro de referência. A revista A Sentinela tem sido seu principal canal para propagar suas afirmações.
[5] Ver p.13, Entendendo as seitas – sobre o rev. Moom
[6] Adventismo do Sétimo Dia. Seus adeptos têm os escritos de Ellen White como inspirados tanto quanto os livros da Bíblia. Declaram: Cremos que: Ellen White foi inspirada pelo Espírito Santo, e seus escritos, o produto dessa inspiração, têm aplicação e autoridade especial para os adventistas do sétimo dia. Negamos que A qualidade ou grau de inspiração dos escritos de Ellen White sejam diferentes dos encontrados nas Escrituras Sagradas. Essa alegação é altamente comprometedora. Diversas profecias escritas por Ellen White não se cumpriram. Isso põe em dúvida a alegação de inspiração e sua fonte.
[7] Os Meninos de Deus (A Família) dizem que é melhor ler os ensinamentos de David Berg, seu fundador, do que ler a Bíblia. Práticas abomináveis, segundo a moral bíblica, são praticadas nessa seita!
[8] Todas as seitas Utilizam-se de fontes de autoridades fora das Escrituras como: livros, interpretações, sonhos etc.;
[9] Falando de Novas interpretações devemos entender que às vezes algumas seitas não manifestam a pretensão de haver recebido uma nova verdade ou revelação alheia à Bíblia, mas seus membros
Acreditam que só eles possuem a chave para interpretar os mistérios contidos nela.
[10] Ap.22.18-19 “Eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro. Se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus lhe acrescentará as pragas que estão escritas neste livro; e se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus lhe tirará a sua parte da árvore da vida, e da cidade santa, que estão descritas neste livro”.
[11] A Bíblia Sagrada, desde a antiguidade, proclama ser a palavra escrita de Deus. Portanto, o grupo que não acatar a Bíblia Sagrada como única regra de fé e prática, com certeza, não faz parte da verdadeira igreja de Cristo. Portanto não merece crédito
[12]Posso ser salvo por minhas boas obras?Não posso, porque a Bíblia diz que: Salvação não vem por meio de obras; (Ef.2:8,9); Salvação é pela graça, que é um dom imerecido de Deus (Ef 2:8-9);Salvação é dádiva de Deus (Rm. 3:24);Salvação é dom gratuito (Rm. 6:23).
[13] Os Mórmons afirmam crer no sacrifício expiatório de Jesus, mas sem o cumprimento das leis estipuladas pela igreja não haverá salvação. Outro requisito foi exposto pelo profeta Brigham Young, que disse: Nenhum homem ou mulher nesta dispensação entrará no reino celestial de Deus sem o consentimento de Joseph Smith. Por isso, eles têm grande admiração por Smith. Doutrinas semelhantes são ensinadas pela Igreja da Unificação do Rev. Moon, que desdenha os cristãos por acharem que foram salvos pelo sangue que Jesus verteu na cruz, chegando a dizer. As Testemunhas de Jeová ensinam que a redenção de Cristo oferece apenas a oportunidade para alguém alcançar sua própria salvação por meio das obras. Jesus simplesmente abriu o caminho. O restante é com o homem. Em uma de suas obras diz: Trabalhamos arduamente com o fim de obter nossa própria salvação. Os adventistas crêem que a vida eterna só será concedida aos que guardarem a lei. A guarda obrigatória do Sábado é essencial para a salvação.
[14] Por isso Uma das atividades principais das falsas seitas é "pescar no aquário dos outros". Fazem os seus neófitos não entre os doentes, aflitos, desesperados ou necessitados. As seitas Costumam buscar suas presas em outras religiões, conseguindo desencaminhar para o seu meio, inclusive, muitos “bons cristãos”.
[15] Quase todas as seitas, têm como sua fonte inicial nova revelação da parte de Deus.
[16] O caso do Adventismo do Sétimo Dia é típico: para ministrar o batismo, esse grupo exige do "catecúmeno" uma confissão de que "a Igreja Adventista do Sétimo Dia é a Igreja remanescente", o que exclui todos os demais grupos cristãos. Seguindo nessa escola, um grupo saiu da Igreja Adventista do Sétimo Dia sob a direção de uma "profetisa" chamada Jeanine Sautron, e fundou a Igreja Adventista do Sétimo Dia - Os Remanescentes, a qual, num panfleto distribuído recentemente, chamou tanto a Igreja Adventista original como todos os demais grupos cristãos de "apóstatas".

Escrito por Francivaldo Ferreira Pinheiro, em 17/03/2010
Assunto: |

3 comentários - Já comentou?

  1. Jackson Guterres escreveu:
  2. O Comitê de Publicação da Ciência Cristã no Brasil, vem gentil e em amor cristão informar que a Bíblia Sagrada é nossa fonte primária para encontrar a verdade do cristianismo primitivo do Mestre Cristo Jesus, seus seguidores e dos profetas. A Bíblia ocupa a primazia no estudo diário individual dos Cientistas Cristão das Lições Bíblicas Semanais e é lida de púlpito em todos os serviços religiosos. Adotamos no Brasil a Bíblia da versão João Ferreira de Almeida, publicada pela Sociedade Bíblica do Brasil.
    O livro Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, de autoria de Mary Baker Eddy é o livro onde a Sra. Eddy registrou o resultado de sua profunda pesquisa, durante mais de 5 anos, em toda as Escrituras - do Gênesis ao Apocalipse - buscando compreender as leis divinas aplicadas por Jesus, as quais ela denominou Ciência do Cristo ou Ciência Cristã, as quais operaram nela uma cura memorável e histórica. Uma das contribuições do livro Ciência e Saúde para todas as religiões foi apresentar o significado espiritual das Escrituras, a qual agrega conhecimento e prática cristã as demais interpretações em voga: literal, histórica e moral. A relevância do significado espiritual do Verbo divino é que ele vem por inspiração e revelação para cada um dos amados filhos de Deus e tem o poder de curar, salvar e ressucitar.

    O divino Mestre ensinou-nos amor à Deus e ao próximo, o que sugere alteridade e respeito cristão às diferenças, isento de críticas!

    E finalmente a Ciência Cristã é um movimento religioso de 144 anos. A Igreja Mãe em Boston, MA, EUA e suas 1800 filiais em 78 países tem gestão democrática e autônomas e são registradas em cada pais, nos órgãos registrais do governo, como igrejas cristã cujo nome é Igreja de Cristo, Cientista.

    Um abraço na paz de Cristo, expressa no pensamento do Salmista: "Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos!" - Salmo 133:1.

    Jackson Guterres,
    www.compubrasil.org

     
  3. Gostei muito de sua explicação sobre a Ciencia Cristão. Só gostaria de Saber o seguinte: quem é Jesus para você e para a Ciencia Cristã? Se Ele não for o que a Bíblia, a palavra de Deus diz o que Ele é (se este movimento Negar seu nascimento virginal; seu sofrimento e morte (expiação); a ressurreição e Ascensão física de Jesus; Se Negar as duas Naturezas de Cristo (divino-humano). se Negar o Senhorio de Cristo. E que Cristo não é suficiente na salvação), então eu posso afirmar com todas as letras que este movimento religioso é uma seita no sentido real da palavra. Outra coisa Jackson Guterres, se este movimento tem as pesquisas da qual você falou como igual ou superior a propria Escritura, eu também posso afirmar que este grupo é uma seita. Outra coisa importante: Se você é de fato irmão em Cristo, se você estiver errado ou eu, somos exortados pela palavra de Deus a nos exortamos, corrigirmos e orientarmos. e diz também que devemos julgar todas as coisas para poder reter o que é bom (iTs. 5:21) outra coisa importante, a Bíblia, apalvra de Deus, não condenando o exercício da faculdade critica, (o julgar de analisar, avaliar, apreciar, conhecer) pela qual os homens podem e devem fazer, e se espera que o façam, em ocasiões específicas, pois se assim fora, estaria contradizendo outros textos da escritura como (ITS.5:21; 1Jo.4:1 e etc). Agora se de fato Jesus e Salvador e Senhor de sua vida e do movimento que você faz parte ai eu te convido para juntos defendermos o evangelho puro do Sednhor Jesus. Seja bem vindo ao grupo. E que Deus, em Cristo, nos abençoe. REv. Fran

     
  4. Jackson Guterres escreveu:
  5. Para mim e todos que amam o cristianismo, Jesus é “o caminho, a verdade e a vida.” Jesus Cristo é o filho de Deus, o único salvador, mediador e revelou o único Consolador. Sua concepção virginal, seu sofrimento, expiação, ressurreição e ascensão são a base do cristianismo primitivo a qual a Ciência Cristã está embasada. Nas Lições Bíblicas Semanais da Ciência Cristã, há sempre uma seção inteira com trechos selecionados da Bíblia que apresentam um episódio da vida e obra do Mestre Cristão e único modelo na Ciência Cristã, Cristo Jesus. Alguns temas desta lições são inteiramente dedicado a pontos chaves como o da semana de 12-18 de abril cujo tema foi: “A Doutrina da Expiação”, o mesmo tema é estudado a cada duas vezes ao ano. Lhe envio uma cópia por e-mail desta Lição Bíblica para sua apreciação.

    As Escrituras, na versão João Ferreira de Almeida, disponível para estudo hoje, requereram diversos anos de exaustivo trabalho de tradução e revisão pelas maiores autoridades em Bíblia do país – somos gratos ao trabalho da Sociedade Bíblica do Brasil que hoje disponibiliza várias versões da Bíblia até no idioma Guarani. Os anos de dedicação exclusiva da Sra. Eddy a estudar profundamente o texto bíblico só vem a denotar o respeito e relevância que ela dava à Bíblia, a qual amava e lia desde sua infância. Quando ela descobriu, através através da leitura dedicada das Escrituras, as leis divinas que impeliam as obras de Jesus, ela encontrou a Ciência do Cristo, a qual praticava curando a quem recorresse a ela em busca da cura cristã. Como ela não encontrou uma igreja onde aceitasse este achado divino, ela então estabeleceu a Ciência Cristã e a Igreja de Cristo, Cientista, reconhecida em todos os órgãos registrais das 78 nações como uma igreja cristã, incluindo o Brasil. O primeiro Artigo de Fé da Ciência Cristã é: “Como adeptos da Verdade tomamos a Palavra inspirada da Bíblia, como nosso guia suficiente para a Vida eterna.” (Manual da Igreja)

    Nosso mestre e modelo do cristianismo primitivo e do amor cristão deu a medida exata para a questão do julgamento e da crítica, no modo como compreendo, no Sermão do Monte:
    “1
    ¶ Não julgueis, para que não sejais julgados.
    2
    Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.”

    Como cristão busco compreender que o amor cristão prático está em não desviar-se da linha básica do saber e viver cristãos, dados por Cristo Jesus, no Sermão do Monte que é uma súmula de seus ensinamentos divinos e atemporais de Jesus.

    No modo como compreendo o amor cristão e busco vivenciá-lo no cotidiano, concordo com esta sua colocação, pois como nos ensinou o Apóstolo Paulo: “...Cristo é tudo em todos” Colossenses 3: 11 e “...um só é o vosso Guia, o Cristo.” Mt 23: 10

     

Dicas

Sugestões Para o Controle do Estresse
● Goste de si mesmo;
● Pratique esporte;
● Não sofra por antecipação;
● Fale, converse, troque idéias com alguém sobre os problemas e dificuldades;
● Cultive o bom humor e a alegria;
● Faça algo divertido e que te dê prazer (mas que não vai contra os princípios divinos);
● Faça algum tipo de exercício físico;
● Observe a obra criadora de Deus e o cuidado dele para com ela e com você;

IPB TV

IPBTV

Perfil

Minha foto
Pastor Presbiteriano (IPB). Casado com Aparecida Francisca de Sousa Ferreira. Tem 3 filhos.Teólogo pelo Seminário Presbiteriano Brasil Central (SPBC-Goiânia). Professor de: NT, Discipulado, Missões, Seitas e Heresias. Escritor da "Série Tire as suas Dúvidas"."Espero ser útil e grandemente abençoador". Em nome de Jesus

Rev. Francivaldo e Família

Vídeo

Resumo sobre o trabalho no Chile pelo Rev. João Petreceli

Nuvem de Tags

Bíblia Online

Pesquise na Bíblia
Ex.: graça - Ex.: Gen 1.1-10

Rev. João Petrecelli

Conferência Missionária
IPB Morada da Serra